top of page
  • Facebook
  • Instagram

Siga-nos nas redes socias

  • Foto do escritorIndexcom Agência

Rebanhos: Quais as principais doenças no inverno?


No inverno, diversas doenças podem afetar os rebanhos, sendo especialmente preocupantes devido às condições ambientais mais adversas, como frio intenso e umidade elevada. As principais doenças que afetam rebanhos bovinos e ovinos durante o inverno incluem:

Pneumonia:

Causa: Infecções bacterianas, virais ou parasitárias, exacerbadas pelo frio e umidade.

Sintomas: Tosse, febre, dificuldade respiratória, secreção nasal.

Prevenção: Boa ventilação nos abrigos, vacinação, evitar superlotação.

Pododermatite (Foot Rot):

Causa: Bactérias Fusobacterium necrophorum e Dichelobacter nodosus.

Sintomas: Claudicação, inflamação e infecção dos tecidos do casco.

Prevenção: Manter áreas de pastagem e baias secas, tratamento de cascos, banhos podais regulares com desinfetantes.

Ectima Contagioso (Orf):

Causa: Vírus parapox, comum em ovinos.

Sintomas: Lesões na boca, lábios e focinho, podendo se espalhar para outras áreas.

Prevenção: Isolamento de animais infectados, higiene rigorosa, vacinação onde disponível.

Coccidiose:

Causa: Protozoários do gênero Eimeria.

Sintomas: Diarreia, perda de apetite, fraqueza, desidratação.

Prevenção: Manejo adequado dos pastos e baias, uso de coccidiostáticos na alimentação.

Enterotoxemia (Doença do intestino, Pulpy Kidney Disease):

Causa: Toxinas produzidas pela bactéria Clostridium perfringens tipo D.

Sintomas: Desconforto abdominal, diarreia, convulsões, morte súbita.

Prevenção: Vacinação, evitar mudanças bruscas na alimentação.

Deficiência de Cobre e Selênio:

Causa: Baixa disponibilidade de cobre e selênio na dieta, mais pronunciada durante o inverno devido à menor qualidade das pastagens.

Sintomas: Anemia, problemas reprodutivos, fraqueza muscular, morte em casos severos.

Prevenção: Suplementação adequada de minerais.

 

Para minimizar a incidência dessas doenças, é crucial implementar boas práticas de manejo, incluindo a vacinação regular, fornecimento de alimentação balanceada e rica em nutrientes, e garantir condições de alojamento adequadas, com boa ventilação e limpeza. Além disso, é importante monitorar constantemente a saúde dos animais e buscar orientação veterinária ao menor sinal de problemas de saúde.

 

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page